O diálogo entre pessoas é um dos pilares da existência humana. Apesar disso, a comunicação organizacional, ainda, é deficiente no mundo corporativo. Essa realidade foi demonstrada em um estudo da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (ABERJE). Dentre os 500 profissionais entrevistados, apenas 32% investem no planejamento da interação interna.

Mas por que é importante fomentar o diálogo na empresa? Quais são os modelos mais eficientes de comunicação organizacional? Mostraremos as respostas neste artigo!

O que é comunicação organizacional?

Dito de modo simples, a comunicação organizacional é um conjunto de estratégias ou processos internos voltados para o relacionamento com os colaboradores, clientes, fornecedores e parceiros do negócio.

A ausência de comunicação organizacional não significa que os colaboradores nunca conversem entre si. Pelo contrário, mesmo nas empresas em que há profissionais “falantes” pode haver sérios problemas de interação.

Um conto do escritor Jorge Bucay ilustra bem o que é um diálogo de qualidade. Na história, uma mulher pede uma sopa para o garçom do restaurante. Após entregar o prato, o garçom se afasta, mas logo é chamado pela cliente, que pede para ele experimentar a sopa.

A princípio, o garçom deduziu que a sopa estivesse fria ou ruim e sugeriu a troca da refeição. Porém a mulher não concordou e insistiu que ele provasse o prato. Mesmo resistente, o garçom atendeu ao pedido e descobriu que o problema era a falta de uma colher para tomar a sopa.

Notou? A comunicação existiu, mas houve alguns bloqueios que impediram uma solução mais rápida. É exatamente esse o propósito da comunicação organizacional, ou seja, “nivelar” o caminho para um fluxo livre de interações internas.

Por que a comunicação interna é importante?

A importância da comunicação organizacional foi apresentada em um artigo do jornal O Globo que citou os ganhadores do prêmio “Melhores empresas para trabalhar”, da consultoria Great Place to Work (GPTW). Entre as práticas comuns dessas instituições, está a estratégia de escuta dos funcionários.

Sendo assim, existem inúmeros benefícios quando o diálogo de qualidade faz parte da cultura do negócio. Entre eles, podemos citar:

Powered by Rock Convert
  • o aumento da credibilidade da empresa;
  • a implantação de um ambiente colaborativo;
  • a melhoria do clima organizacional.

Quais são os tipos de comunicação organizacional?

Existem práticas eficientes que ajudam na consolidação da cultura da interação e apresentam resultados perceptíveis. Vejamos alguns deles.

Institucional

Essa forma de comunicação tem o objetivo de posicionar a empresa perante o seu público-alvo. Atualmente, as organizações estão utilizando as abordagens “design thinking” e a “customer experience”. Ambas ajudam a criar um relacionamento personalizado com os clientes, gerando valor para a marca.

Entre as estratégias, está o diálogo próximo com os consumidores. Dessa forma, consegue-se entender os desejos, as necessidades e outros detalhes que os encantam. O resultado é a fidelização e a divulgação do negócio.

Mercadológica

A comunicação mercadológica reforça a reputação dos produtos e serviços da empresa. Para isso, as instituições investem na comunicação por meio da publicidade nas mídias online e offline. Porém a divulgação digital é o principal meio utilizado pela atual comunicação mercadológica.

As interações pelas redes sociais são um exemplo. Para envolver os clientes, utilizam a técnica storytelling nas postagens, que significa contar uma história que o público se identifique, inserindo discretamente os benefícios dos produtos e serviços da marca.

Comunicação interna

Para melhorar a comunicação interna, as metodologias endomarketing e employee experience são muito eficazes. As duas incentivam o diálogo como um combustível para melhorar a imagem da empresa e proporcionar experiências marcantes para os colaboradores.

Para isso, são inseridas ferramentas tecnológicas que facilitam a participação colaborativa do time, além de programas de treinamento com as técnicas do team building que fortalecem a comunicação por meio do trabalho em equipe.

Sendo assim, não há uma empresa forte sem pessoas que se comuniquem com liberdade. Pelo contrário, o silêncio corporativo leva à queda dos resultados do negócio.

O que achou de nosso artigo? Conseguiu entender como a comunicação organizacional é importante? Quer continuar informado sobre outros temas valiosos do mundo corporativo? Siga a Team Building no Facebook e no Linkedln!